Um breve giro pela gastronomia da Cidade de Goiás

Jordânia Bispo

Nos intervalos da programação do Fica 2016, a boa pedida para quem visita a Cidade de Goiás é aproveitar as delícias da gastronomia da antiga capital do Estado. A culinária da cidade conquista os admiradores pela simplicidade e pelo sabor. As opções são irresistíveis seja para o turista de primeira viagem, o visitante habitual ou quem nasceu na antiga Vila Boa.

Um item obrigatório é provar o famoso empadão goiano. Normalmente ele é encontrado em diferentes restaurantes, lanchonetes e no Mercado Central, nos tamanhos pequeno, médio e grande, com preços que variam entre R$ 7 e R$ 15. Os pontos de venda mais tradicionais do empadão goiano são o Restaurante Tempero e Arte e o Bar da Patricinha.

IMG_2138

Outras delícias que conquistaram o coração dos visitantes da antiga Vila Boa são os doces cristalizados e de compota, os pastelinhos e alfenins, encontrados facilmente no Mercado Central ou diretamente com algumas doceiras da cidade, que moram próximo ao Convento do Rosário. Também não pode faltar na lista do “giro gastronômico”, é claro, aquela passadinha na Praça do Coreto para conferir os sorvetes e picolés. São sabores variados que incluem cajazinho, cajá-manga, mangaba, coco queimado e baru. Todos os picolés e a bola de sorvete (unidade) tem o preço único de R$ 2,50.

IMG_2131

Agora, se a procura for pelo arroz com pequi, galinhada, guarirora (também conhecida como gueroba), frango caipira ou pelo escondidinho de carne seca, as opções são os restaurantes da cidade, principalmente, aqueles que ficam no centro histórico. Os mais tradicionais são o Flor de Ipê, Dalí Sabor e Arte, Espaço Ouro Fino Pizzaria & Restaurante e o Braseiro.

Também marcam a culinária local itens famosos como o tradicional bolinho de arroz, pastel frito na hora, cachaças locais, encontrados em vários pontos da cidade.