Síndrome do pânico – como tratar a síndrome do pânico com suplementos e remédios?

A Síndrome do Pânico é uma doença que está diretamente relacionada com crises de ansiedade. As pessoas que sofrem com ela, no geral sentem medo e desespero de maneira intensa e sem explicação. Durante os ataques da Síndrome do Pânico é comum ter medo de que aconteçam coisas ruins em sua vida, mesmo que não haja motivo para essa preocupação. Além disso, ao passar as crises e ficar relembrando elas com medo de acontecer novamente, pode desencadear novas crises sucessivamente.

A Síndrome do pânico é uma doença que tem cura, mas é preciso que o paciente esteja ciente de sua condição e queria realizar o tratamento Para saber mais sobre essa doença, continue lendo esse artigo que explicamos tudo!

Sintomas

Os sintomas da Síndrome do Pânico, no geral não aparecem muito antes das crises, pois essa é uma doença silenciosa e os ataques de pânico podem acontecer a qualquer hora e em qualquer lugar. Ataques de pânico duram em média 10 minutos, quando em nível muito grave podem chegar a meia hora. Eles podem ocorrer a qualquer momento, seja enquanto estiver dirigindo, caminhando na rua, durante uma aula ou até mesmo dormindo.

Não tem como prever quando se terá uma crise para pode evitar que ela ocorra, porém existem alguns sintomas e sinais que devem ser avaliados e relatados ao procurar tratamento especializado.

  • Dormência e formigamento pelo corpo
  • Taquicardia, coração acelerado e palpitações
  • suor excessivo
  • tremor
  • Falta de ar
  • Ondas de calor ou calafrios
  • Dor no peito
  • Dor de cabeça, náuseas, tontura
  • Não conseguir se alimentar e sentir a garganta fechada

Esses são os sintomas que podem se manifestar antes, durante ou depois uma crise. Caso eles apareçam antes da crise pode-se conseguir pedir ajuda antes do ataque de pânico, principalmente em casos de estar sozinha.

Causas

A Síndrome do Pânico é uma doença de origem psicológica. Ela é um tipo de transtorno de ansiedade em que as pessoas se sentem muito mal a ponto de acreditar que algo de ruim poderá acontecer a qualquer momento. Suas causas podem ser genéticas, por causa de estresse excessivo, problemas na vida pessoal, no trabalho ou familiar.

Existem alguns momentos específicos que também pode causar a Síndrome do Pânico como:

  • Morte ou doença terminal de alguém muito próximo
  • Estresse com coisas cotidianas
  • Mudanças radicais na vida que levam a preocupação excessiva com o futuro
  • Experiências traumáticas como doenças e acidentes

Tratamento

Quem sofre com a Síndrome do Pânico sente durante a crise como se estive em perigo o tempo todo, não sendo às vezes capaz de confiar em ninguém, o que pode dificultar a procura por tratamento. O tratamento principal consiste em buscar maneiras de reduzir o número das crises e fazer com que a pessoa se recupere mais rápido e assim tenha noção da situação.

Para isso são utilizados medicamentos e sessões de psicoterapia, pois os medicamentos ajudam a acalmar e diminuir a ansiedade e a terapia ajuda a entender melhor todo o processo da doença. A Síndrome do Pânico tem cura e é possível diminuir as crises de maneira rápida, desde que siga o tratamento corretamente e até que o médico e psicólogo liberem o paciente.

Importante

Este artigo é de caráter informativo/explicativo e todas as informações aqui contidas foram pesquisadas na internet. Portanto, algumas informações podem sofrer alterações, ou seja, recomendo que você consulte diretamente as empresas/produtos mencionadas(os) para sanar qualquer tipo de dúvida. Agradeço a visita desde já!

Quantas Estrelas Vale Este Artigo?
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)

Loading...